Assine RSS

RSS Feed (xml)

23 de set de 2009

Mitos e verdades sobre baterias de notebook



- Toda bateria deve ter sua carga usada até o final para, então, ser recarregada.

Mito. As baterias atualmente usadas em equipamentos eletrônicos são as de polímero de íon de lítio, que dispensam o cumprimento de ciclos completos de carga e descarga. Por isso, o usuário pode ligar o equipamento à tomada antes de acabar a carga.

Antes de deixar de lado esses cuidados, no entanto, confirme se a bateria de seus eletrônicos é mesmo de íon de lítio – algo bastante provável se eles foram adquiridos nos últimos anos.



- Se a bateria for carregada antes de chegar ao fim, sofrerá o efeito memória: precisará de mais carga antes mesmo que a energia armazenada chegue ao fim.

Mito. Isso acontecia com as antigas baterias de níquel -- elas exigiam o cumprimento completo de um ciclo de carga e descarga --, mas não se repete com as atuais baterias de íon de lítio. Dessa forma, dizem os fabricantes, o usuário pode carregar o eletrônico quando bem entenderem.

- Nunca posso parar de carregar um eletrônico antes de a carga chegar a 100%.

Mito. As baterias atualmente usadas em equipamentos eletrônicos são as de polímero de íon de lítio, que dispensam o cumprimento de ciclos completos de carga e descarga. Por isso, o usuário pode desconectar o equipamento da tomada antes a bateria estar 100% carregada.
Com o passar do tempo, o período em que a bateria retém a carga reduz.



- O período em que a bateria retém a carga diminui com o tempo.

Verdade. O período em que ela retém a carga reduz, de acordo com a forma como ela é usada – quanto mais cuidados por parte do usuário, maior a demora para essa consequência negativa aparecer. Fato é que existe a possibilidade de o consumidor ter de trocar a bateria do celular ou notebook uma vez (ou até algumas vezes) durante a vida útil desses eletrônicos.

Segundo a Apple, uma bateria removível mantida adequadamente está projetada para reter até 80% da sua capacidade original em 300 ciclos de carga e descarga completas.

- O uso de carregadores e baterias não-autorizados pelo fabricante pode ser perigoso.

Verdade. Pelo fato de não terem passado por controle de qualidade, os fabricantes desaconselham o uso de equipamentos produzidos por empresas não-autorizadas. Nesse casos, é possível que a carga da bateria dure menos tempo que o esperado e que o carregador não pare de enviar carga, mesmo quando a bateria já tiver chegado aos 100%. Sem garantia, o consumidor insatisfeito não terá para quem reclamar.

- A bateria do notebook não pode ser guardada completamente sem carga.

Verdade. Os fabricantes dizem que, mesmo quando guardada, a bateria guardada ainda pode perder carga: se ela já estiver vazia, isso pode fazer com que perca completamente sua função. Há controvérsias entre as empresas sobre a quantidade de carga ideal para o armazemanento. Enquanto a Apple aconselha 50%, a Dell fala em 100%, por exemplo. O ideal é confirmar com o fabricante de seu próprio eletrônico.

- Carregar o eletrônico sob o sol pode ser perigoso.

Verdade. A capacidade da bateria pode ser danificada se o eletrônico for utilizado em ambiente com temperatura acima de 35º C – os danos são ainda maiores se, sob essa temperatura, o usuário carregar a bateria do aparelho.

“Além da temperatura, é importante realizar a carga em um ambiente arejado. O processo de recarga dissipa calor e é importante que ele seja jogado pra fora do eletrônico”, ensina Marcelo Zanateli, da FEI. Por isso, nada de carregar aparelhos dentro de gavetas ou em cima da cama, por exemplo.

Fonte: G1

Mesa fantasma

Muito bacanas estas mesas criadas pelo designer John Brauer. Feitas à mão com acrílico, as mesas transmitem a sensação de um lençol de vidro colocado sobre uma mesa invisível. Segundo o Design Year Book, onde encontrei a mesa, as dobras no acrílico garantem a integridade estrutural da mesa.

Fonte: Cybervida

Quanta água e ar existem na Terra

O Danilo Ferreira me passou um link muito bacana que trata da criação de Adam Nieman, um simulação digital dos volumes de água e ar existentes no planeta. Infelizmente não consegui colher mais informações sobre o autor, pois enquanto escrevo o post, seu site está só com o índice, mas sem nenhuma informação adicional.

Abaixo temos a primeira representação do globo terrestre, em que vemos uma esfera azul que teria 1.390Km de diâmetro e um volume de 1,4 bilhões de quilômetros cúbicos, ela representa toda a água que existe na Terra, desde os oceanos até os lagos, passando pelas capas polares, rios, e água subterrânea. Para ter idéia do volume d’água que estamos falando em uma medida mais palpável, seria 14.000.000.000.000.000.000.000 litros d’água (1,4 x 21 zeros).

Já o circulo rosa na imagem representa toda a atmosfera terrestre, ela tem 1999Km de diâmetro e pra 5.140 TRILHÕES de toneladas, não foi dado no post onde o conteúdo foi encontrado, nenhum parâmetro para esta medição, apenas a informação de que como a atmosfera fica menos densa com a altura, metade de seu volume de ar encontra-se nos primeiros 5 km de altura.


Fonte: Cybervida

Courier, o tablet da Microsoft

Parece que o mundo inteiro está ansioso para ver o tablet da Apple. Mas talvez nós estivemos esse tempo todo sonhando com o gadget errado. Apresentamos o Courier, a sensacional ideia que a Microsoft tem de como deve ser um tablet.



O Courier é um gadget real, e ouvimos que está em um estágio de desenvolvimento avançado, nos últimos protótipos. Não é um tablet, é um booklet, onde você pode ver as duas páginas ao mesmo tempo. As duas telas de 7'' (ou algo próximo) são multitouch e projetadas para que se escreva, desenhe ou clique com uma stylus, além dos dedos. As duas telas são conectadas por uma dobradiça que traz o único botão, como o "home" do iPhone. As informações fundamentais, como o sinal de Wi-Fi e a carga da bateria aparecem ao longo da moldura de uma das telas. Na "contracapa" há uma câmera, e ele poderá talvez ser recarregado sem tocar na base, como o touchstone do Palm Pre.

Até bem recentemente, o Courier era um projeto bem secreto, conhecido apenas por alguns poucos engenheiros e executivos que trabalham nele - entre esses algumas das mais brilhantes pessoas que trabalham na Microsoft, como o chefe de tecnologia de Entretenimento & Dispositivos: o mago J. Allard, que capitaneia o projeto. Hoje, o Courier parece estar em um estágio em que a Microsoft está desenvolvendo a interface e experiência do usuário e mostrando os conceitos de design para agências externas.

A Microsoft tem uma história de colaboração com outras empresas e estúdios de design, especialmente na divisão de Entretenimento & Dispositivos: tanto o Zune quanto o Xbox passaram por processos similares. (E planos para uma Microsoft store vazadas de uma agência terceirizada foram confirmadas como protótipos e conceitos genuinos.) Esse vídeo tem a marca do Pioneer Studios, uma subdivisão da Microsft E&D que é especializada nesse tipo de trabalho, em parceria com outra agência que é uma antiga colaboradora da Microsoft em projetos confidenciais.

A experiência do usuário apresentada aqui é quase que o exato oposto do que todo mundo espera que um tablet da Apple tenha; em kung fu, é um estilo Garra de Águia contra o estilo Tigre da Apple: duas telas, uma mistura de interface dominada pela canetinha com vários tipos de gestos multitouch possíveis, e múltiplos modos, aplicações e temas graficamente complexos. (Nosso pedaço de interface favorito? A dobradiça fazendo o papel de "bolso" para armazenar itens que você queira mover de uma página para outra.) A linhagem da Microsoft é mais orientada para a tinta digital (em contraponto ao e-paper, monocromático), e essa interface, apesar de não ser nada parecido com qualquer coisa que tenhamos visto antes, claramente bebe dessa fonte, do trabalho da MS com o Surface e até do Zune HD.

Nos próximos dias nós vamos mergulhar mais e mais fundo no que é o Courier, então fiquem ligados.



Fonte: Gizmodo

22 de set de 2009

Wire Glue - Cola que conduz eletricidade

Poxa vida quantas vezes eu precisei de uma soldinha, e acabei fazendo uma amarração muito louca com os fios pra ligar um led ou alguma parte de circuito que havia se soltado. Uma colinha dessas cairia muito bem.

Será o fim da solda? Qual a resistência desse material? Bom isso acho que só irei descobrir quando coneguir um pote desses, mas que a a idéia é genial isso é.

Esse composto só funciona para baixar voltagens de corrente continua.

Cada potinho tem 0.3 fl oz que convertido dá cerca de 9 mililitros (eu descobri digitando isso no google, surpreendente como ele converte direto, tente com qualquer medida, massa, etc)
Custa U$3, para comprar clique aqui. Bookofjoe

Lego T-shirt

Dá pra acreditar? Dá nem dá, mas tem gente com tempo nesse mundo, com tempo pra bolar as mais absurdas coisas.
Tá afim de sair por ai com um brinquedo Lego colado no peito, então taí, sua hora chegou.




Fonte: Bookofjoe

18 de set de 2009

Baixar Vídeos do Youtube

Hoje precisei baixar vídeos do youtube e descobri que não lembrava do nome do programa, e que muito menos possuia um link para tal em meu blog.

Esse programa é um velho conhecido de muita gente, mas vale a pena criar um link pra ele aqui.

Simples facil e intuitivo, basta ter o link do video no youtube ou mesmo navegar por ele e selecionar a extensão pra salvar.

Os formatos disponíveis no VDownloader são os seguintes: AVI (320x320 e 640x480), MP4, MPEG, MP3 (áudio), 3GP (para celular), VCD (PAL e NTSC), SVCD (PAL e NTSC), DVD (PAL e NTSC). Além desses, é possível fazer o download no formato original do arquivo e também em formatos compatíveis com iPhone, iPod, PSP, Nokia N800 e N810.

Link para donwload direto: Vdownloader - 5,14 MB (5.393.043 bytes)

Outra forma ´que encontrei e achei muito útil é de baixar pelo site Pwn onde basta incluir no endereço do vídeo as consoantes "pwn" (sem as aspas, pelo amor de deus) e clicar no link que o site mostra nos formatos flv e mp4. ;)

Fonte: Baixaki

11 de set de 2009

LG lança unidade de disco para backup

A LG anunciou o lançamento de um "Network-attached storage" (NAS) apresentado como a solução para guardar as memórias digitais da família, o LG N2R1.



Com conexão Wifi, Ethernet e USB, ele guarda até 2TB em RAID, funcionando como o servidor DLNA ou iTunes. Além disso, guarda suas fotos, vídeos e tudo mais. O LG N2R1 pode ser configurado ainda para ser acessado via Internet, guardando suas fotos quando você estiver em viagem, ou mostrando seus álbuns quando em visita na casa de um parente, ou enviando um link por e-mail. Por fim, ele ainda tem um gravador de DVD, para auxiliar o backup em outro tipo de mídia, e ainda gravar álbuns de fotos e músicas a partir do material armazenado nele. Resumidamente, um sonho de equipamento!

Ele vai para o mercado ainda este ano, com preços bem atraentes: 299 Obamas para 1TB e 399 Obamas para 2TB. Whish list!

Fonte: O Velho